26/09/2010

aDeus

Primeiro o Homem tornou-se um actor, um jogador, e depois veio a religião. Nikolas Evreinoff Sempre fui um péssimo actor.

performance

The playing of social roles tends to deny or subvert the activities of a true self. Nietzche offers a metaphor of performance as a kind of alien force that takes possession of the self. Marvin Carlson

16/09/2010

boa noite

oh heavy with a look of satin put round her face with the devil peering close by on the street with a little boy charm and anchors of wide heavy iron at her feet she whispers and cries in harmonies for her saltwater king oh heavy are you my boy with demons in your sleeve they`re trouble placing razors and pins underneath your feet you my little boy charm with anchors of wide ship wrecked bloody open sea you whisper and cry in harmonies for your saltwater queen...

15/09/2010

des prender

rentE bilização rotiniza São reci bUH rup Atura revolu VIcionário pa Lavra ú ~ alba Atroz

afinal são 5.5 kg

Duas destas por dia já dava um bom ordenado.

lixo

isto é extraordinário

Vejam este entusiasmo, não é um orgulho. E os 15 para lá e mais 15 para cá, não é outro orgulho. Daqui http://lishbuna.blogspot.com/

pesca

O Figo gosta de Portugal mas gosta mais dele próprio, o Mourinho também gosta muito mas assim ao longe, outros ilustres da ciência, como o físico João Magueijo em Inglaterra ou outros nos EUA, no Canadá, também batem com a mão no peito, sou português, mas assim tipo, aquele país ali ao norte de África. Os meus tios e primos em NY dizem que lá também está muito mau, mas o tempo passa e eles não voltam. Nós por cá vamos, mais que não seja à pesca, a semana passada o meu irmão apanhou um robalo com 2,5 kg, no sábado uma corvina com 3, ontem fui com ele não apanhou nada, hoje já telefonou a dizer que apanhou mais uma corvina ainda maior que a outra, fora outros mais pequenos, isto tudo com uma coisa que os pescadores chamam amostra, acho que é um isco de borracha, ou seja nem isco gastam. Portanto, pesca, a pesca é que está a dar, vendedores não faltam, é ouvi-los todos os dias na TV. Os pescadores Os vendedores

órgãos pendentes

Como benfiquista ontologicamente burro, como todos aliás, também não concordo com formas de pressão e ameaças sobre órgãos independentes e autónomos, isto partindo do princípio que os órgãos são independentes e autónomos, infelizmente órgão independente e autónomo ainda só conheci um e está mais ligado ao campo da anatomia do que das instituições, quando é pressionado até aceito e às vezes gosto, agora ameaças são intoleráveis. Quando era miúdo jogava à bola na rua com o Zé dos Ossos, o Paulo das Maçãs, o Piça Rara, o Tilau, entre outros que a memória não deixa lembrar, o Figo, obviamente nunca teve alcunha, mas aos 13 anos comecei a crescer e aquilo passou. Ora os nossos órgãos independentes e autónomos têm sido conduzidos por adultos que continuam a chamar mágico, harry potter, hulk, bigorna, trave mestra (ok, este foi inventado e também já não está lá), aos seus jogadores, ao outro chamaram-lhe orelhas, o que até achei bastante engraçado, foi aquela senhora de índole com o desdentado rottweiler Abel ao lado, tudo isto sendo uma alegria não deixa de ser estranho. Transponham para a literatura por exemplo, olha o troca letras com o figura de estilo, o apanha metáforas escreve bem mas o esdrúxulo é melhor, ali vai o anaculoto metido com o litote, cá para mim são esquisitos, olha a malandra da anáfora a dizer mal do oxímoro, pensando melhor se calhar éramos todos mais felizes. Bem, existe sempre a hipótese de nos dedicarmos todos ao ténis, esse desporto limpinho e asséptico, onde a bola não é bombeada nem se fazem passes rasgados, não se pauta o jogo nem se faz a gestão do resultado, rematar com o pé que se tem mais à mão é impensável, não se criam desequilíbrios nem se tiram cruzamentos e muito menos se fazem manchas, que eles acabam sempre os jogos muito asseadinhos graças a deus. Também há a pesca, mas aí um gajo tem de se habituar ao cheiro, sempre é natural que no ténis eles devem usar todos Rexona.

11/09/2010

liga Zon

No intervalo telefonei ao meu velhote e disse-lhe que não íamos ganhar, era impossível, não tanto pelo Guimarães que é uma boa equipa mas porque o arbitro não estava para aí virado. Com mais Roberto ou menos Roberto, a jogar bem ou a jogar mal, é indiferente. Com estas caldeiradas já se foram 7 pontos. Esta Liga é mesmo Zon de Sagres não tem nada.

10/09/2010

inspiração

Nosso curso de primeiro ano está quase concluído. Eu esperava inspiração, mas o sistema espatifou minhas esperanças. Essas ideias passavam-me pela mente enquanto, no vestíbulo do teatro, eu punha meu sobretudo e lentamente enrolava o cachecol no pescoço. De repente alguém me cutucou. Voltei-me e vi Tortsov. Notara meu estado de desânimo e vinha indagar a causa. Dei-lhe uma resposta evasiva, mas insistiu, teimoso, fazendo uma pergunta atrás da outra. - Como se sente, agora, quando está em cena? - perguntou, num esforço para compreender minha decepção com o sistema. - É justamente essa a dificuldade. Não sinto nada fora do comum. Sinto-me à vontade, sei o que devo fazer, tenho um motivo para estar ali, tenho fé nas minhas ações e creio no meu direito de estar em cena. - E o que é que você quer mais? Acha que isso é errado? Confessei-lhe então a minha ânsia por sentir-me inspirado. - Não me procure para isso. Meu sistema nunca fabricará inspiração. Pode apenas preparar um terreno favorável a ela. Se eu fosse você, deixaria de correr atrás desse fantasma, a inspiração. Deixe-o por conta daquela fada miraculosa, a natureza, e dedique-se àquilo que está nos domínios do controle humano consciente. Ponha um papel na estrada certa e ele irá para diante. Ampliar-se-á, tornar-se-á mais fundo e, finalmente, levará à inspiração. Constantin Stanislavski "A preparação do ator", edição Civilização Brasileira 2008, pág. 331

hoje

09/09/2010

mais coisas boas

entalado

Que fique exclarecido que não tenho nada contra a estimulação anal, só não gosto mesmo é de homens.

olha o felino

Regressando a esta enganadora e triste realidade, as costumeiras merdas deste cantinho cheiram cada vez pior. É tanta a mentira, a desgovernança, a desconversa, a soberba, que a vontade de dizer seja o que for é pouca. Felizmente, também existem coisas realmente boas, aqui fica uma: Um pequeníssimo excerto. ...A grande dúvida é: com que mão limpará o cu o entalado? Com a mão ferida ou com a mão suja?

para um viciado na realidade é mesmo assim

Quando confesso o meu repúdio radical pela mentira, toda a gente diz que sou louco. E eu não defendo que se diga tudo a toda a gente; acredito apenas que devemos viver em regime de verdade com as pessoas de quem gostamos. Há excepções circunstanciais? Há. Mas a regra, a minha regra, é a verdade. O que é a verdade?, perguntava Pilatos. Também não sei, mas sei o que é a mentira. Uma mentira é uma declaração que sabemos falsa, feita com o intuito de enganar alguém. Fazer isso a quem gostamos, de modo intencional e repetido, é que é saudável? Garantem-me que sim. E eu regresso, mansamente, ao meu manicómio. Pedro Mexia aqui http://a-leiseca.blogspot.com/ Quero voltar para o monte.

voltando é assim que me sinto

video Quero voltar para o monte.